Como evitar falhas em projetos de TI?

O Waterfall não é Waterfall
19/09/2018
Scrum em minutos
26/09/2018
Show all

Como evitar falhas em projetos de TI?

Vários são os motivos que podem gerar a insatisfação nos desenvolvedores. Mas acredito que um deles é o mais frequente: O de não poder entregar algo seja útil aos usuários, ou seja pela funcionalidade em si, ou seja pelos prazos curtos.

Talvez, dentre todos os participantes de projetos de TI, os desenvolvedores são os que ficam mais insatisfeitos com falhas em entregas. Até mais que os clientes.

Por causa de sua natureza intrínseca de alta imprevisibilidade e de mudanças frequentes, projetos de tecnologia costumam ter alto índices de falhas em suas entregas, gerando insatisfação aos clientes e aos participantes dos projetos.

Vários são os motivos que podem gerar a insatisfação nos desenvolvedores. Mas acredito que um deles é o mais frequente: O de não poder entregar algo seja útil aos usuários, ou seja pela funcionalidade em si, ou seja pelos prazos curtos.

Por isso do fluxo iterativo e incremental dos modelos ágeis de desenvolvimento de projetos. Toquei brevemente neste assunto em outro artigo recente: Waterfall não é Waterfall, clique aqui se você ainda não o viu.

Entregas Curtas

Esse fluxo sugere que devemos desenvolver o projeto através de ciclos curtos de tempo. Ao final de cada ciclo (ou intervalo de tempo se assim preferir), alguma ou algumas funcionalidades podem ser entregues ao cliente.

Essas entregas devem ser avaliadas pelas partes mais interessadas do projeto: clientes e demais stakeholders, a fim de que estes promovam feedbacks sobre estas funcionalidades entregues.

Assim, desenvolvedores e clientes podem avaliar se essas entregas já podem ir para a rua, ou melhor, para produção 😉

Mas e se, mesmo com ciclos iterativos curtos de entregas, o cliente ainda ficar insatisfeito? Ou pedindo mudanças feito um louco? 😊

Fluxo Interativo

Aí então, por um momento, saí de cena o fluxo iterativo, para um fluxo interativo. Interativo, com “n”.

Ou seja, durante o fluxo iterativo de ciclos curtos de desenvolvimento, devemos manter a interatividade com os clientes e demais partes interessadas do projeto.

Essa interação deve promover a conversa entre o cliente, e/ou partes interessadas, e os desenvolvedores do projeto, com o intuito de manter a correta compreensão das expectativas geradas no projeto, bem como manter o entendimento do que deve ser produzido ou desenvolvido.

 

PS: Claro que a comunicação é essencial nesta interação. Mas esse assunto merece um outro tópico. Se você acha esse assunto interessante, deixe um comentário.

 

Até mais.

Andre Bueno Lima
Andre Bueno Lima
André Bueno is an experienced financial professional, coach and agilist, with background at project management, agile projects, SCRUM, Lean, Total Quality Control, Six Sigma, BSC, OKR, IT projects, and banking services. He's a strategic thinker, he's always focused on driving client values with effective communication and execution. Certified Scrum Master and PO Professional by Scrum Alliance. Agile Master, Lean Six Sigma Black Belt and Certified Trainer by SCRUMStudy. Professional Coach by IBC. He's been leading IT projects and agile teams on the design and implementation of software solutions for financial credit management, human resources, logistics support, products management and e-Learning. Master’s in Project Management, Master Business Administration in Finances, Web Tech Specialist.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *