Como mergulhar no conhecimento?

VALOR ÁGIL É RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: SCRUM E CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL
18/07/2017
Falar o que fazer é fácil
14/09/2018

Hoje eu vi um vídeo do canal PASSA dos 30, cujo título é: Nos tornamos adultos desesperados por fórmulas de sucesso?  É esse vídeo que está aqui embaixo (12 minutinhos só) :

Quando terminei de ver esse vídeo, imediatamente houve um estalo na minha mente relacionando o tema do vídeo e o que estamos vivendo do mercado de TI hoje, principalmente em relação a Agilidade.

Bom, devo admitir que hoje em dia, devemos ser gratos por tanto conteúdo disponível que temos, seja no LinkedIn, no Twitter, no Facebook, no YouTube, em palestras, eventos, livros… enfim, informação é o que não falta, não é mesmo?

Porém o estalo que eu tive, não foi em relação ao conteúdo, mas sim em relação à forma como este conteúdo está sendo disseminado e absorvido por nós.

Hoje em dia, na TI, umas das tendências mais fortes são as metodologias e os frameworks ágeis. Há milhares de informações compartilhadas diariamente sobre Scrum, Kanban, XP, entre outros assuntos no mundo ágil.

Entretanto, será que todos esses conteúdos estão baseados na origem desses assuntos? Será que não estamos trazendo para o mundo adulto as famosas ‘guerrinhas de adolescente’ – Backstreet Boys x Nsync ; Microsoft x Linux ; Xbox x Playstation ; entre outras ‘bipolaridades’.

Quantos de nós já lemos a respeito de Controle da Qualidade Total? Quantos de nós não apenas sabe, mas já leu algum livro lançado quando o ágil não era trend? Quantos de nós não estamos sendo ludibriados por pessoas que estão pegando conceitos existentes a mais de 50 anos e apenas renomeando pra dizer que é algo novo? Será que de fato lemos os livros que deram origem ao Scrum, ao Kanban, ao TDD e todas essas outras ferramentas novas que estamos usando hoje?

Acredito que a maioria dos leitores desse post devem gostar de piscina. E também acredito que a maioria não deve gostar de apenas molhar os pés na água, mas que gostam de mergulhar de cabeça e nadar até o ponto onde ‘não dá pé’. E por que com conhecimento deve ser diferente? Vamos nos aprofundar nas coisas, pois conhecendo a origem das coisas é que podemos aplicar aquilo da melhor forma ou até mesmo melhorar algo que foi proposto.

Vamos nos lembrar do Manifesto Ágil: Estamos descobrindo melhores maneiras de fazer software fazendo isso, e ajudando outros a fazê-lo. Note que a frase está no gerúndio, logo sempre estaremos descobrindo melhores maneiras de fazer software.

Não vamos esperar uma solução mágica ou uma receita de bolo! Vamos estudar para que também possamos contribuir para que essa essência do Manifesto Ágil se torne cada dia mais natural para todos nós!

E aqui vai minha contribuição para vocês. Uma lista de referências bibliográficas sobre a origem de toda essa transformação ágil:

Maslow, Abraham (1943). A Theory of Human Motivation

McGregor, Douglas (1960). The Human Side of Enterprise

Greenleaf, Robert K. (1977). Servant Leadership: A Journey into the Nature of Legitimate Power and Greatness.

Ohno, Taiichi (1978). Toyota Production System – beyond large-scale production.

Ishikawa, Kaoru (1985).What Is Total Quality Control? The Japanese Way

Shingō, Shigeo (1989). A Study of the Toyota Production System: From an Industrial Engineering Viewpoint

Michael, George L. (2003). Lean Six SIGMA for Service: How to Use Lean Speed and Six SIGMA Quality to Improve Services and Transactions

Schwaber, Ken (2004). Agile Project Management with Scrum 

Cohn, Mike (2009). Succeeding with Agile Software Development Using Scrum

Brown, Tim (2009). Change by Design: How Design Thinking Transforms Organizations and Inspires Innovation

Anderson, David J. (2010). Kanban: Successful Evolutionary Change for Your Technology Business

Campos, Vicente F. (2014). TQC Controle da Qualidade Total no Estilo Japonês 

Alistair Cockburn (2006). Agile Software Development: The Cooperative Game

Lembrando que todos esses livros tem tradução em Português. Porém, como estou passando a origem dos conteúdos, nada mais justo do que postar os títulos originais 😉

 

Boa leitura a todos!

 

Fale com alguém da equipe para saber mais como o Agile em sua essência pode te ajudar.

Clique aqui para falar conosco

Quer receber mais artigos como este? Inscreva-se em nossa Newsletter:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *