O que são metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos?

Diplomas caindo?
Diplomas e certificações caindo?
02/04/2020
De onde surgiram as metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos
Como surgiram as metodologias ágeis?
22/06/2020

“As metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos possuem foco na melhoria contínua, que podem impulsionar muito as perspectivas e expectativas de realização do seu projeto.”

 

Por que o desenvolvimento de projetos com metodologias ágeis?

 

Criar um produto ou serviço, e trazê-lo com sucesso para o mercado não é um trabalho simples.

É comum que realizemos um preparo da ideia para ele, um certo planejamento, para então seguir através de execução e monitoramento, e só, finalmente, chegar à fase de encerramento do seu produto ou serviço.

No começo, você tem tudo mapeado, então você pode esperar que seu projeto funcione suavemente.

No entanto, as coisas geralmente não acontecem assim, não é? Existem mudanças emergentes que você precisa ser capaz de reagir para manter seu projeto em frente e concluí-lo com sucesso.

A menos que sua organização seja ágil e inclua uma maneira real de reagir a essas mudanças, você corre o risco de atrasar a entrega de seus projetos. E, como resultado, tornar-se pouco competitivo no mercado.

É por isso que uma solução para esse problema irritante está na adoção de uma abordagem Ágil para a gestão e o desenvolvimento de seus projetos.

Isso pode proporcionar uma série de benefícios ao seu negócio. Ajudando-o a se tornar mais flexível, produtivo, transparente. Dessa forma, capaz de produzir uma maior qualidade de serviços e produtos. E então entregá-los com sucesso ao mercado.

 

Além disso, o desenvolvimento com metodologias ágeis de projetos ajuda as equipes a encontrarem, e resolverem problemas mais rapidamente.

 

Assim, elas liberam a capacidade que permite a rápida implementação da solução esperada.

Neste artigo, iremos responder algumas dúvidas de muitos profissionais, gestores e empresários:

 

  • O que é o gerenciamento ágil de projetos?
  • O que é um desenvolvimento iterativo?
  • O que é o movimento Ágil?
  • A diferença entre a abordagem Waterfall e Ágil.
  • Quais as vantagens das metodologias ágeis?
  • Há desvantagens no desenvolvimento de projetos ágeis?
  • O futuro da agilidade
  • O que fazer para se tornar ágil?

 

 

Mas o que é o desenvolvimento com metodologias ágeis de projetos?

 

As metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos incluem abordagens iterativas, para entregar um projeto ao longo de seu ciclo de vida.

Da mesma forma, ciclos de vida iterativos ou ágeis são compostos por muitas iterações ou passos incrementais para a conclusão de um projeto.

Ou seja, a Agile é composta por metodologias de desenvolvimento de projetos que utiliza ciclos curtos de desenvolvimento.

Esses ciclos são chamados “sprints”, e ajudam a focar na melhoria contínua no desenvolvimento de um produto ou serviço.

Abordagens iterativas são frequentemente encontradas em projetos de desenvolvimento ágil de software. Pois aumentam a velocidade de entrega para o mercado e melhoraram a adaptabilidade dos times.

Uma vez que o benefício da iteração é que você pode fazer ajustes, à medida que você complementa as entregas de seus projetos. E não apenas seguir um caminho linear.

 

Um dos objetivos de uma estratégia ágil ou iterativa para o desenvolvimento de projetos, é liberar benefícios ao longo do processo. E não apenas no final do projeto.

 

Não seria muito bom você já começar a colher retorno de seu projeto ao mesmo tempo em que ele é desenvolvido?

 

Dessa forma, o desenvolvimento de projetos ágeis exige valores centrais, e comportamentos de confiança, flexibilidade, colaboração e empoderamento.

 

Agile versus Waterfall

As metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos seguem um fluxo circular e retroalimentado. Enquanto que o modelo waterfall segue um fluxo linear e finito.

 

De onde surgiram as abordagens ágeis para o desenvolvimento de projetos?

 

Embora os métodos ágeis e incrementais de desenvolvimento de projetos remontam a 1957, o ágil foi inicialmente discutido na década de 1970 por William Royce. Em um artigo que ele publicou sobre o desenvolvimento de grandes sistemas de software.

Sim, aquele que muitos consideram como o pai do modelo Waterfall. Por uma falha de interpretação do mercado, Royce foi nomeado como pai do modelo Waterfall. Contudo, ele defendia em seu artigo exatamente o oposto.

Ironias da falta de interpretação de texto do mercado 😊 Mas ironias estas que, infelizmente, se repete em pleno ano de 2020. ☹

 

O movimento Ágil

 

Mais tarde, em 2001, surge o Manifesto Ágil.

Uma “proclamação formal de quatro valores-chave e 12 princípios para orientar um método iterativo e centrado nas pessoas de desenvolvimento de software”. Ele foi originalmente por 17 desenvolvedores de software.

Esses desenvolvedores se reuniram com a finalidade de discutir métodos mais leves e ágeis para o desenvolvimento de projetos, baseados em experiência prática.

Foi daqui que começaram a surgir as metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos, ou movimento Ágil.

 

O Ágil é um processo onde uma equipe pode gerenciar e desenvolver um projeto, dividindo-o em várias etapas. Ao mesmo tempo envolvendo colaboração constante com as partes interessadas, melhoria contínua e iteração em cada etapa do projeto.

 

Dessa forma, as metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos começam com os clientes descrevendo como o produto final será usado. Respondendo a qual problema ele resolverá.

 

Isso esclarece as expectativas do cliente para a equipe do projeto.

Após o início do trabalho, as equipes passam por uma atividade de planejamento, execução e avaliação – o que pode apenas mudar o máximo de entrega para corresponder melhor às necessidades do cliente.

A colaboração contínua pode ser fundamental, tanto entre os membros da equipe quanto com as partes interessadas do projeto. Para então tomar decisões mais assertivas.

 

Visão geral das metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos.

 

Tudo começou com a chamada “crise de desenvolvimento de aplicativos” nos primeiros anos de 1990.

 

Havia um enorme atraso, de cerca de 3 anos, entre uma necessidade de negócios em curso para até a entrega real de software.

 

Esses tempos de atraso significativamente mais longo levou muitos líderes à frustração na indústria de desenvolvimento de software.

Em primeiro lugar, eles começaram a organizar reuniões informais entre si. Determinados a localizar uma maneira real de desenvolver soluções de software de forma mais fácil e eficaz.

Foi então onde aconteceu com a agora famosa reunião de 17 líderes de desenvolvimento de software. Este mesmo grupo que concebeu o primeiro Manifesto Ágil que falamos a pouco.

 

O núcleo das metodologias ágeis para o desenvolvimento de projetos conta com valores que são expressos como:

  • Indivíduos e interações sobre processos e ferramentas
  • Software de trabalho sobre documentação abrangente
  • Colaboração do cliente durante negociação de contratos
  • Respondendo para melhorar ao realizar um plano

 

A filosofia ágil é especializada em pessoas empoderadas e suas interações. Para desse modo promover a entrega antecipada e constante de valor em uma empresa.

 

A gestão ágil de projetos se concentra em fornecer o máximo de valor em relação às prioridades dos negócios no tempo e no orçamento permitidos.

 

Principalmente quando o impulso para entregar é maior do que suas chances de concluí-las no prazo.

 

Os princípios da Agilidade

 

Os princípios das metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos permitem que:

 

  • O projeto quebre uma exigência ou requisito em peças menores. Com a finalidade de serem priorizadas pela equipe em termos de importância.
  • O projeto ágil promova o trabalho colaborativo, especialmente com o cliente.
  • O projeto ágil reflita, aprenda e se ajuste em intervalos regulares. Assim, é provável que consiga garantir a satisfação do cliente, e obtenha resultados que resultem em benefícios reais.
  • Métodos ágeis de desenvolvimento de projetos integram o planejamento com a execução. Dessa maneira, ele permite que uma organização crie uma mentalidade de trabalho que ajuda a equipe ser mais unida. Respondendo efetivamente às mudanças de requisitos.

 

Quais são?

 

Hoje existem 12 princípios fundamentais que ainda orientam a gestão e desenvolvimento de projetos ágeis.

 

  1. A satisfação do cliente é sempre a maior prioridade. E é alcançada através da entrega contínua e rápida.
  2. As condições de mudanças são adotadas em qualquer fase do processo. Com a finalidade de proporcionar ao cliente uma vantagem competitiva.
  3. Algo ou um serviço é entregue com maior frequência.
  4. Stakeholders e desenvolvedores colaboram unidos e diariamente.
  5. Todos os membros da equipe e das partes interessadas permanecem motivados para os melhores resultados do projeto. Ao mesmo tempo que as equipes são providas com todas as ferramentas e suporte necessários para alcançar os objetivos do projeto.
  6. As reuniões em grupos são consideradas o formato mais eficiente e eficaz para o sucesso do projeto.
  7. Seu produto de trabalho final é a melhor maneira de medir o sucesso do projeto.
  8. O desenvolvimento sustentável pode ser realizado através de processos ágeis. Dessa maneira as equipes de desenvolvimento e de stakeholders podem facilmente manter um ritmo constante e contínuo.
  9. A agilidade é normalmente aprimorada através de um foco contínuo em excelência técnica e design adequado.
  10. A simplicidade é um elemento essencial.
  11. Equipes auto-organizadas provavelmente desenvolverão as melhores arquiteturas e soluções que atenderão aos requisitos.
  12. Os intervalos regulares são utilizados pelas equipes para melhorar a eficiência através de seus comportamentos.

 

Diferença entre metodologias ágeis e cascatas para o desenvolvimento de projetos

 

Existem quatro princípios que são tipicamente usados para destacar a diferença entre métodos ágeis e cascata (ou tradicionais) de desenvolvimento de projetos

  • Colaboração do cliente sobre negociação de contratos;
  • Indivíduos e interação sobre processos e ferramentas;
  • Responder mais às mudanças do que seguir estritamente um plano estruturado;
  • Mais prototipagem de soluções de trabalho sobre documentação abrangente.

 

As abordagens tradicionais de cascata tendem a tratar o escopo como um guia para calcular o tempo e o custo consequentes. Conquanto, metodologias “ágeis” de desenvolvimento de projetos se comprometem a definir recursos com períodos limitados. Para então entregar produtos que são desenvolvidos ao longo de ciclos sucessivos.

 

No entanto, métodos ágeis e cascata trazem forças e fraquezas para o desenvolvimento de projetos. De tal forma que os profissionais precisam adotá-los conforme apropriado para os objetivos de seus projetos. Ou ainda assim, conforme a cultura organizacional do ambiente de entrega de um projeto.

 

As vantagens das metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos.

 

Apesar do movimento Agile ser originalmente desenvolvido para a indústria de softwares, ele serve para agilizar e melhorar o processo de desenvolvimento de qualquer projeto envolvido em cenários de constantes mudanças.

Principalmente para identificar e ajustar rapidamente à problemas e defeitos que podem surgir.

As metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos oferecem uma maneira real para desenvolvedores e equipes entregarem um produto melhor. De forma mais rápida, através de sessões/sprints curtos, iterativos e interativos.

Na era da transformação digital, com muitas empresas migrando para um local de trabalho digital, a agilidade é um ajuste ideal para organizações que buscam transformar a forma como gerenciam projetos.

 

O ágil pode ajudar a garantir alinhamento metodológico e estratégico das empresas.

 

Quando se trata de benefícios para os negócios, as metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos podem prover:

 

  • Maior flexibilidade
  • Aumento da produtividade
  • Maior transparência
  • Entregas de maior qualidade
  • Diminuição da ameaça de objetivos perdidos
  • Maior engajamento e satisfação das partes interessadas
  • Vantagens de agilidade para gestão de projetos
  • Implantação mais rápida de soluções
  • Redução de desperdícios por meio da minimização de recursos
  • Maior flexibilidade e adaptabilidade para mudar
  • Maior sucesso através de esforços ainda mais focados
  • Tempos de reviravolta mais rápidos
  • Detecção mais rápida de problemas e defeitos
  • Processos de desenvolvimento otimizados
  • Uma estrutura de peso mais leve
  • Controle ideal do projeto
  • Maior foco nas necessidades específicas do cliente
  • Maior frequência de colaboração e feedback

 

 

Abordagens ágeis capacitam incluídos para construírem responsabilidade; incentivarem a diversidade de ideias, e permitir a liberação antecipada de resultados.

Do mesmo modo o Ágil ajuda a construir o engajamento do cliente e do usuário ao mesmo tempo que mudanças acontecem. Podendo, portanto, ser eficaz no apoio a mudanças culturais. Que são fundamentais para a realização da maioria dos projetos de transformação digital.

 

As desvantagens das metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos.

 

Assim como qualquer outra metodologia, o Ágil não é adequado para todo e qualquer projeto.

De tal forma que é recomenda-se diligência suficiente para identificar sempre a melhor metodologia para cada situação.

As metodologias ágeis podem não funcionar se um cliente não possuir uma visão clara sobre metas. Ou ainda quando o gerente de projeto ou sua equipe forem inexperientes. Ou se de fato eles não funcionam quando sob pressão significativa.

 

É igualmente importante lembrar que, ao longo do processo de desenvolvimento, o ágil pode favorecer os desenvolvedores e equipes de projetos.

Mas não necessariamente a experiência do usuário final. O que carece de especial atenção nas fases anteriores de desenvolvimento de um projeto. Como a ideação e concepção.

Devido aos seus processos menos formais e mais flexíveis, o ágil pode nem sempre ser rapidamente absorvido dentro de organizações mais tradicionais. Uma vez que estas empresas possuem mais rigidez e menos flexibilidade dentro de processos, políticas ou equipes.

Do mesmo modo, também podemos enfrentar problemas com clientes que possuem processos rígidos ou métodos operacionais de forma semelhante.

 

Obstáculos organizacionais para a adoção de métodos ágeis

 

Empresas e gestores que buscam adotar ágeis para a gestão de projetos podem encontrar com qualquer um destes obstáculos comuns, como:

  • Uma estrutura ou cultura da empresa que não suporta flexibilidade em processos. Embora as equipes do projeto possam estar prontas para o desenvolvimento ágil de projetos, o resto da empresa em andamento pode não estar. Patrocinadores, executivos e líderes funcionais devem comprar e apoiar as metodologias ágeis para que elas sejam realmente eficazes.
  • Conhecimento incerto do impacto em todos os objetivos do negócio. Simplesmente executar projetos usando metodologias ágeis não é suficiente para colher os benefícios necessários. Os projetos podem ser executados com técnicas que não atendem a todo o negócio. Deixando de ajudar a conquistar os resultados que sustentam um crescimento sustentável. O alinhamento estratégico ainda é crucial.
  • Ciclos de teste apressados: Os sprints podem criar um risco de ciclos de teste apressados. Ao longo do caminho, para tentar passar por sprints o mais rápido possível, as equipes podem se tornar mais centradas na linha do tempo. E dessa forma, perder aspectos simples, porém importantes, do ciclo de testes. Assim, defeitos podem passar despercebidos ou serem detectados tarde demais.
  • Habilidade ágil limitada: Embora ágil esteja rapidamente se enraizando, os melhores talentos ágeis podem ser difíceis de encontrar e atrair hoje em dia. Talento ágil limitado significa benefícios limitados para empresas que desejam executar projetos usando metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos.

Onde a gestão ágil é recomendável? E onde ela não é recomendável?

 

A gestão ágil visa cumprir o atingimento de objetivos em cenários específicos. Cenários estes que não eram atendidos em modelos de gestão mais tradicional.

Dessa forma, se você ouve alguém dizendo que “Ágil serve para qualquer projeto ou serviço”, DESCONFIE.

Ou essa pessoa está usando de mau caráter, ou apenas não conhece os fundamentos que norteiam o movimento ágil.

 

CENÁRIOSRECOMENDÁVEL ONDENÃO RECOMENDÁVEL ONDE
MercadoPreferências e necessidades mudam rapidamente.As condições de mercado e necessidades são estáveis e previsíveis.
Participação do clienteA colaboração do cliente é próxima.

Feedbacks rápidos são possíveis.

Os requisitos são bem definidos desde o início, e estáveis no período de tempo da execução do projeto ou serviço.

Não há colaboração frequente com o cliente.

InovaçãoSistemas complexos.

Soluções são desconhecidas.

Escopo muito indefinito e com alta probabilidade de mudanças frequentes.

Time To Market é crucial.

Colaboração interfuncional é fundamental.

Atividades semelhantes já foram realizadas.

As possíveis soluções já estão claras e possuem know-how.

Escopo e requisitos muito bem definidos.

Alta previsibilidade das atividades e tarefas.

O desenvolvimento pode ser concluído em sequências e em diferentes silos.

ModularidadeDesenvolvimento incremental realmente tem valor de negócio, da qual o cliente pode utilizar assim que prontos.

As atividades e funcionalidades podem ser separadas e desenvolvidas em intervalos de tempo curtos e iterativos.

Mudanças futuras são gerenciáveis pelos times.

O cliente não tem como usar, ou sequer testar partes do produto ou serviço até que tudo esteja completo.

Mudanças futuras aumentam o custo de desenvolvimento do projeto ou serviço. Ou até mesmo inviabilização a conclusão daquele produto ou serviço.

Erros IntermediáriosOs erros podem fornecer aprendizados ricos.Os erros podem representar prejuízos. Muitos prejuízos!

 

E o entendimento disso é muito simples: Imagine uma plataforma de petróleo. Seu objetivo é extrair petróleo, correto? E só tem um jeito disso funcionar, com tudo pronto e entregue. Não há como fazer entregas parciais da qual o cliente ou a empresa possa utilizar previamente.

O futuro das metodologias ágeis para desenvolvimento de projetos

 

Como a concorrência normalmente está aumentando continuamente, e o tempo de mercado também está encolhendo, o ágil oferece inúmeros benefícios e poucas desvantagens.

À medida que mais empresas fazem a mudança para um ambiente eletrônico, que é altamente dependente de velocidade, flexibilidade e aumento de produtividade, as metodologias ágeis ou híbridas se tornarão cada vez mais necessárias.

Sua aplicação em vários mercados, e o alinhamento com os enormes benefícios oferecidos por um modelo eletrônico de local de trabalho, indicam que as taxas de adoção de métodos ágeis continuarão a aumentar em todos os setores em todo o mundo.

 

Metodologias ágeis populares

 

Dentro do mundo Ágil há algumas metodologias ágeis de desenvolvimento de projetos que são mais populares. Com frequência, Scrum, XP, Lean e Kanban são os mais famosos. Alguns métodos ágeis incluem:

 

  • Scrum
  • Extreme Programming (XP)
  • Lean (LN)
  • Feature-driven development (FDD)
  • Kanban
  • Dynamic System Development Model, (DSDM)
  • Crystal
  • Adaptive software development (ASD)
  • Agile Unified Process (AUP)
  • Crystal Clear methods
  • Disciplined agile delivery
  • Scrumban
  • RAD (Rapid Application Development)

 

Em Resumo

 

Então, o que é a metodologia Ágil na gestão de projetos?

Simplificando, é um processo que ajuda a construir um projeto caracterizado por iteração constante e colaboração, a fim de atender melhor às necessidades de um cliente e seu projeto.

A aplicação da abordagem Ágil ao gerenciamento de projetos ajudará sua equipe a:

  • Colocar o foco nos clientes
  • Adaptar-se facilmente às mudanças
  • Criar um bom senso de liderança
  • melhorar seus processos e sua qualidade continuamente.

 

Quer dar o próximo passo em direção a agilidade?

 

Clique aqui para inscrever-se em nosso newsletter, para receber conteúdos e materiais exclusivos sobre agilidade para desenvolvimento de projetos.

 

Ou clique aqui para entrar em contato conosco, e receber orientações sobre o que fazer para dominar a Agilidade 😊

 

Um grande abraço, e até breve!

 

 

Quer receber mais artigos como este? Inscreva-se em nossa Newsletter:

Andre Bueno Lima
Andre Bueno Lima
Há 15 anos participa, conduz e gerencia projetos em organizações com centenas de milhares de colaboradores. Já participou de dezenas de projetos nas áreas de logística, backoffice, operações, crédito, tecnologia da informação, em mercados de varejo, atacado e large corporate. Já ajudou diretamente em projetos de mitigação de desperdícios que geraram economias de mais de R$ 714 milhões. Fundador da AgileIT Coach Institute, formando especialistas e consultores ágeis. MBA em Finanças, Mestrando em Gestão e Desenhos de Projetos. Especialista em Tecnologias WEB, Certified Scrum Trainer SCRUMStudy, várias certificações SCRUM, Lean, Six Sigma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *